Notícias

Transtornos mentais e comportamentais estão afastando os profissionais de suas funções.

Segundo dados do Ministério do Trabalho, os transtornos mentais e e comportamentais são a terceira principal causa de incapacitação no trabalho no Brasil.

Essa pesquisa ainda revela mais informações preocupantes sobre a qualidade mental dos trabalhadores: os chamados auxílios-doença alcançaram 7.168.633 concessões entre 2012 e 2016 para pessoas empregadas. Já as aposentadorias por invalidez, que retiram o trabalhador definitivamente da vida laboral, totalizaram 283.423 casos.

Pesquisas nacionais e internacionais referentes à saúde laboral mostram variados fatores estressantes no ambiente de trabalho que podem desencadear transtornos  mentais e comportamentais. Altos níveis de competitividade profissional, assédio moral ou sexual, autoritarismo, desvalorização, cargas de trabalho excessivas, má gestão organizacional, são alguns dos principais fatores que afetam o trabalhador.

A promoção da saúde laboral, melhoria dos relacionamentos e comunicação interna devem ser pauta constante e importante dentro das organizações. Um profissional saudável mentalmente produz com mais qualidade.